Titãs: excelente pedida para quem está buscando nova série pra acompanhar

Foi em meio a hate em cima de caracterização de personagens e desconfiança do público que a série "Titãs" estreou na Netflix. Com 11 episódios possuindo, em média, 43 minutos de duração (exceto o primeiro, que passa de 50), a série que coloca Robin como líder de jovens heróis é explosiva e interessante do início ao fim. Tá buscando uma série nova pra ver e curte enredos de heróis? Então preciso te falar algumas coisinhas (sem spoiler) sobre essa novidade.

Violento e cheio de plots, "Titãs" segue bem a receita DC Universe em seu estilo dark. Porém, o cenário sombrio não é por acaso. Durante a primeira temporada embarcamos na dolorosa jornada de autoconhecimento de Dick Grayson (Brenton Thwaites), onde a violência e as sombras ganham uma justificativa. Inclusive, são nas cenas do primeiro Robin da história que captamos as maiores referências da série, e o aparecimento de Batman em momentos muito bem escolhidos. Porém, a narrativa não se alimenta só disso, apesar do foco no líder da turma, o espectador é preso nas misteriosas histórias de Rachel -conhecemos até então como Ravena- (Teagan Croft) e Kory -Estelar- (Anna Diop), que se entrelaçam, porém permanecem sendo uma incógnita até os últimos capítulos da temporada. Enquanto isso, Gar Logan - ou Mutano- (Ryan Potter) é inserido na turma de protagonistas com uma narrativa menos intensa que a dos demais, mas não menos interessante. Vale ressaltar que mesmo que cada personagem carregue sua própria trama, é quando eles se encontram que tudo passa a ficar ainda mais instigante de assistir, ponto para a química dos atores.
Falando em atores, além dos protagonistas, somos apresentados ao casal Hank (Alan Ritchson) e Dawn (Minka Kelly), que ganham espaço na trama e às vezes, mas só às vezes, desviam o foco no enredo central quando ele está mais interessante, mas são bons personagens que com certeza ganharão ainda mais espaço na segunda temporada.



O grande desafio de "Titãs" foi cumprido com maestria e começa sua história muito bem de roteiro, aliás, o trabalho de Geoff Johns, Akiva Goldsman e Greg Berlanti é de tirar o chapéu (ou a máscara, rs). Porque não é fácil criar uma série que precisa introduzir personagens para um público casual sem causar sono no público que já conhece aquelas histórias, não é fácil pegar um produto DC agora que a crítica tá caindo em cima de tudo que é criado por eles desde o fiasco de "Batman vs Superman: A Origem da Justiça" e é muito ousado sair da “caixinha” do que já é esperado de um time de heróis que está aí em HQs, e também para a massa que já viu as versões mais cômicas dos personagens, como na animação "Jovens Titãs Em Ação". Ou seja, antes da série sonhar em sair do papel já haviam inúmeros obstáculos que foram derrubados a cada boa cena.
E já que citei os quadrinhos, a caracterização é sim bem cartunista e super conveniente para a trama, e tem um personagem bem MARAVILHOSO (em caps, porque essa característica é uma dica) que aparece como uma boa surpresa.
Por fim, "Titãs" é uma ótima série, uma excelente introdução para novas temporadas e vale seu play se você gosta de bom roteiro, personagens bem construídos, boas atuações, efeitos que em primeira impressão parecem ser trashs, mas são adoráveis e momentos de tirar o fôlego. 
Titãs: excelente pedida para quem está buscando nova série pra acompanhar Titãs: excelente pedida para quem está buscando nova série pra acompanhar Reviewed by Nauan Sousa on sábado, janeiro 26, 2019 Rating: 5