Área VIP: Jamala com '1944' na final do Eurovision 2016


O Festival Eurovision é um dos festivais musicais mais importantes do mundo, mobilizando quase todos os países da Europa e às vezes alguns de outros continentes, como Israel e Austrália. Em 2016, sua 61º edição aconteceu em Estocolmo, na Suécia, e revelou como vencedora a quirguistanesa com origem ucraniana Jamala, representando a Ucrânia.

A música apresentada, '1944', casa perfeitamente com a voz levemente rouca de Jamala. Ela fala sobre a migração forçada dos tártaros da Criméia (origem étnica da cantora) para a Ásia Central durante o governo Stálin, trazendo à tona a truculência e injustiça do acontecimento. Na música há um trecho de uma canção folclórica tártara chamada 'Ey, güzel Qirum', com o objetivo de resgatar a identidade cultural de povo de Jamala.


Essa performance é extremamente emocionada, tanto pela carga que a música traz quanto pelo fato da cantora ter sido anunciada como vencedora do festival alguns momentos antes, tanto que a taça de campeã pode ser vista no palco em alguns momentos. No começo, o telão imita um cômodo em chamas, o que é uma representação da expulsão dos Tártaros.


Quando o trecho da canção folclórica é cantado pela primeira vez, flores e linhas coloridas e luminosas surgem abaixo dos pés da cantora. Esse é um símbolo da força de vontade dos Tártaros, que não se deixam morrer, mesmo com as agressões externas.


Ao voltar a cantar em inglês, o palco mostra torres de luz formando uma espécie de 'gaiola' e linhas vermelhas rígidas no chão e no telão, o que representam o 'aprisionamento' dos Tártaros em uma terra desconhecida, no meio da Ásia Central. As linhas vermelhas se transformam em blocos desmoronando durante o segundo trecho da canção folclórica, um símbolo claro de libertação.


No 'breakdown', onde cantora usa sua voz em potência máxima, com direito a falsete, ela fica acocorada no chão do palco, enquanto junta partículas de luz. Ao ficar de pé novamente, ela libera o poder dessas partículas, fazendo uma árvore luminosa surgir no telão, um símbolo claro da vitória e sobrevivência da memória e cultura do povo tártaro, que não se deixou destruir pelas investidas soviéticas.


Área VIP: Jamala com '1944' na final do Eurovision 2016 Área VIP: Jamala com '1944' na final do Eurovision 2016 Reviewed by Wilson Barroso on sexta-feira, fevereiro 09, 2018 Rating: 5