Muito além de 'Like a Virgin'


'Like a Virgin', 'Vogue', 'Like a Prayer'... Por ter uma carreira tão longa e cheia de hits, é praticamente impossível que alguém nunca tenha ouvido uma música de Madonna. Porém, a cantora tem várias músicas fantásticas que não se tornaram single e que por isso, são pouco conhecidas por quem não é fã da rainha. A Poplândia mostra sete delas infelizmente, muitas ficaram de fora, mas paciência.

1. White Heat (True Blue, 1986)
A terceira faixa do icônico 'True Blue' não deixa nada a desejar em relação aos hits do álbum. Essa faixa dançante e muito pop contém citações do filme homônimo, de 1949, e é muito gostosa de ouvir. É uma pena não ter se tornado single ou ter sido performada mais de uma vez, em alguma turnê além da 'Who's That Girl Tour', de 1987.


2. Till Death Do Us Apart (Like a Prayer, 1989)
Aparentemente uma música fofa e suave, a quarta faixa de 'Like a Prayer' fala sobre um tema muito sério: violência doméstica. O instrumental tranquilo faz um ouvinte distraído pensar que só mais uma canção sobre separação ou casamento, mas a letra e o barulho dos vasos se quebrando são um desabafo de um eu-lírico com medo de morrer nessa situação. 'Até que a morte nos separe' aqui não remete a um relacionamento que vai durar até o fim da vida, mas a uma vida que vai terminar por causa dele.


3. Thief of Hearts (Erotica, 1992)
Alguém me explica porque essa música foi esquecida? A oitava faixa de 'Erotica' é uma das melhores faixas do álbum, com uma melodia jazzy sensual e bem marcada pela bateria, acompanhando uma letra que é praticamente uma diss track pra uma ladra de homens ou rival do tipo. O barulho de vidro quebrando é a cereja do bolo. E nem mesmo uma mísera performance ao vivo ganhou.


4. Sky Fits Heaven (Ray of Light, 1998)
Poucas faixas sintetizam tão bem o espírito do 'Ray of Light' como sua sétima faixa. Esta canção tem uma batida eletrônica densa e maravilhosa, parecendo ter vindo de algum festival de música eletrônica nos confins da Europa. Já a letra faz referência aos estudos de Madonna sobre a cabala, além de sua recém-nascida filha Lourdes Maria. Uma parte da letra é retirada do poema 'What Fits?', de Max Blagg.

Pelo menos dessa vez, Madonna fez jus à genialidade dessa canção, nos dando uma performance cheia de ação e lutas coreografadas na 'Drowned World Tour', de 2001, misturando-a com a canção 'Mer Girl', do mesmo álbum.
.

5. Nobody Knows Me (American Life, 2003)
A quinta faixa do afrontoso 'American Life' chegou a ser lançada como single promocional para boates e discotecas, mas obviamente, isso não basta. Essa canção tem uma melodia muito eletrônica, contrastando com o R'n'B que dominava as paradas em 2003. A letra ácida, criticando ferozmente a mídia e a imprensa, é muito bem escrita, o verdadeiro 'pop com propósito'. Dessa lista, talvez essa tenha sido a canção mais utilizada, tanto na 'Re-Invention Tour' de 2004, quanto num backdrop extremamente ácido da 'MDNA Tour', que começou em 2012.


6. I Don't Give A feat. Nicki Minaj (MDNA, 2012)
'MDNA' é um álbum raivoso, do qual muitos fãs não gostam muito. Mas sua oitava faixa, que mescla batidas industriais/hip-hop com canto gregoriano, é simplesmente grandiosa. Ela critica a atitude da imprensa para com Madonna depois de seu último divórcio, e o rap de Nicki Minaj combinou muito bem, com a frase icônica 'There's only one queen, and that's Madonna. Bitch!'. Na 'MDNA Tour', essa música ganhou uma das melhores performances da turnê, apesar de ser relativamente simples.



7. Holy Water (Rebel Heart, 2015)
'Rebel Heart' talvez seja o álbum com pior aproveitamento da carreira de Madonna. Com 19 faixas na versão deluxe e várias canções maravilhosas, apenas 3 singles foram lançados. Mágoas a parte, a décima-segunda faixa do álbum tinha tudo para ser um grande hit. Co-escrita por Natalia Kills e contendo samples de 'Vogue', essa faixa é technopop e eletrônica, falando sobre sexo oral de forma mais ou menos velada. Na 'Rebel Heart Tour', essa faixa ganhou uma performance maravilhosa, envolvendo freiras de lingerie e pole dance em cruzes, algo digno de Madonna.



Muito além de 'Like a Virgin' Muito além de 'Like a Virgin' Reviewed by Wilson Barroso on sábado, outubro 07, 2017 Rating: 5