Cinco álbuns de regravações para ouvir e se apaixonar


Antes de serem grandes cantores, os artistas que amamos também são pessoas como nós, e como tal, também consomem música e tem seus cantores favoritos, inclusive sendo muito influenciado por eles.

Alguns levam esse gosto ao extremo, chegando a gravar álbuns inteiros de covers, ou seja, reinterpretações próprias de canções já lançadas e conhecidas há muito tempo. Parece redundante lançar novamente uma música que já foi ouvida tantas vezes? Pois não é. As regravações podem dar nova vida a faixas já icônicas (mas um tanto gastas), principalmente se forem traduzidas e/ou rearranjadas.

Veja aqui na Poplândia cinco álbuns de regravações (ou covers, como preferir) para escutar e se apaixonar.

1. Minage (2000) - Mónica Naranjo


Mónica Naranjo é uma das cantoras espanholas mais bem sucedidas da história, tendo vendido quase dez milhões de cópias ao longo de sua carreira. Conhecida pela voz quente e versátil, no ano de 2000 lançou o incrível 'Minage', um trocadilho com as palavras 'homenaje' (homenagem) e 'Mina', a cantora italiana que foi homenageada nesse álbum.

De treze faixas, nove são versões em espanhol dos hits de Mina, que ganharam uma roupagem toda especial na nova língua. Tendo vendido mais de 510 mil cópias mundialmente e rendido três singles bem-sucedidos, neste álbum está uma das canções mais conhecidas de Mónica: 'Sobreviviré', versão em espanhol da canção de Mina 'Fiume azzurro'


2. Strange little girls (2001) - Tori Amos


Além de ser um álbum de regravações, esse é um álbum conceitual, onde Tori Amos regrava doze faixas originalmente gravadas por homens reinterpretadas pelo ponto de vista feminino, com direito à criação de um alter ego cada uma delas e 12 capas diferentes para o álbum (!)


Com covers de cantores como Eminem, Depeche Mode e The Beatles, essa belezinha rendeu apenas um single, 'Strange Little Girl', da banda The Stranglers. Apesar da pequena promoção, esse álbum foi indicado para duas categorias do Grammy Awards: performance vocal rock feminina e performance de música alternativa. 


3. Io canto/ Yo canto (2006) - Laura Pausini


Lançado em italiano e em espanhol, este álbum, além de 16 regravações, contém alguns duetos com os próprios cantores originais das músicas regravadas! Ele foi aclamado pela crítica por ser muito orgânico, sem cair no clichê latino de reggaeton, percussão caribenha ou guitarras latinas. Essa qualidade refletiu nas vendas: 2,5 milhões de faixas vendidas mundialmente, o que é bastante expressivo para um álbum que não é em inglês.

Com regravações de cantores como Tiziano Ferro, Vasco Rossi e Ivano Fossati, este álbum é um tributo a diversos cantores da Itália natal da cantora. Em três singles, a italiana mais amada do Brasil passa bem o seu recado enquanto enaltece suas raízes musicais, das quais 'Non me lo so spiegare' (Não sei explicar), com Tiziano Ferro, é uma das mais surpreendentes. 


4. Fotografie (2009) - Giusy Ferreri


Nós brasileiros estamos acostumados a ver artistas nacionais fazerem regravações e versões de canções estrangeiras. Mas dessa vez aconteceu o contrário: em seu segundo álbum, Giusy Ferreri fez um cover da canção 'Vilarejo', de Marisa Monte, batizada de 'piccolo villagio'.

O segundo álbum da italiana vendeu cerca de 70 mil cópias na Itália e, além da música citada, conta com regravações de artistas como Luigi Tenco, Consuelo Velázquez e Paolo Benvegnú, que ganharam vida nova com a voz quente e áspera de Giusy.


5. Cheek to cheek (2014) - Lady Gaga/Tonny Bennett


A internet foi à loucura quando Lady Gaga anunciou que lançaria um disco de jazz em parceria com o gigante da música americana Tonny Bennett. Entre piadas, memes e ódio real pelo fato da cantora estar 'abandonando' o pop, nasceu um álbum simplesmente soberbo.

A mudança de ares foi, no entanto, bem recebida, pois esse álbum vendeu mais de 700 mil cópias apenas nos Estados Unidos e arrebatou um Grammy Awards,  levando aos nossos ouvidos reinterpretações maravilhosas dos clássicos do jazz através da voz potente e de timbre delicioso da mother monster, que respondeu os haters da era 'Artpop' da melhor forma possível: com talento.


Cinco álbuns de regravações para ouvir e se apaixonar Cinco álbuns de regravações para ouvir e se apaixonar Reviewed by Wilson Barroso on quinta-feira, maio 11, 2017 Rating: 5