1 ano de "ARTPOP". Relembre os melhores momentos da era


Há exatos 365 dias, Lady Gaga apresentava ao mundo seu mais festivo, controverso e criticado álbum. “ARTPOP” surgiu em meio à pressão que um artista recebe após um material bem sucedido, como foi “Born This Way”.

Cheia de mistérios, Gaga foi, aos poucos, nos dando pequenas degustações do que viria a ser seu novo disco. Entre ensaios e editoriais, algumas entrevistas que deixavam os fãs e a mídia eufóricos por novidades gagaianas.

Entre seus pontos altos e baixos, “ARTPOP” completa hoje um ano de lançamento. Para celebrar este nascimento da “Godness of Love”, separamos para você os melhores momentos da era, que vai chegando ao fim junto da artRAVE. Confira:

1 – Vazamento de “Applause”

O mundo esperava pela volta de Lady Gaga e este retorno estava previsto para o dia 19 de agosto de 2013, com o lançamento oficial do lead-single e videoclipe de “Applause” no “Good Morning America”, mas, com a interconectividade da rede, os fãs da cantora puderam ouvir seu material já no dia 12. A internet vibrava! Um hino pra os gays, “Applause” parecia anunciar aquela Gaga de "TFM", festiva e descompromissada. As apresentações no VMA 2013 e em programas dos USA empolgaram os fãs, que viram seu ídolo alcançar a quarta posição na HOT 100.

 

2- Gaga dá uma demonstração de “ARTPOP” no iTunes Festival

Lady Gaga foi até Londres e nos deu um gostinho do que veríamos em “ARTPOP”. Apresentando canções ainda não finalizadas, Gaga deu um verdadeiro show, empolgou a plateia e alimentou uma maior ansiedade nos fãs. Foi um dos momentos mais legais da era.
 

3 – Lançamento promocional de “DWUW”

Lady Gaga já havia anunciado “Venus” como o segundo single de “ARTPOP”, mas liberou a faixa de “DWUW” como single promocional uns dias antes e PAROU o iTunes. O mundo se rendeu à irreverência de Gaga, que se entregava ao R&B numa parceria certeira e elogiada. A canção atingiu o topo do iTunes de mais de 70 países e fez com que a gravadora mudasse os planos de Gaga e determinasse a música como segundo single oficial, já sinalizando uma briga de egos entre artista e gravadora.

4 – Lady Gaga em sua forma mais crua: Dope no YMA

Poucos dias antes de lançar o álbum por completo, Lady Gaga liberou mais um single promocional. “Dope” (antes “I wanna be with you”) chegou numa versão crua e dolorosa de Gaga ao piano, cantando suas aflições e declarando seu amor aos fãs, acima de tudo. Convidada pelo YouTube Music Awards, Lady Gaga performou o single de forma singela e verdadeira, fazendo os espectadores se emocionarem com o seu sentimento. A viralização do vídeo colocou a música em #8 na HOT 100 da Billboard, uma ótima posição para um single promocional. Talvez a performance mais sincera de Gaga desta era.



5- Lady Gaga se apresenta no “SNL”

Prosseguindo com a divulgação do álbum, Gaga foi estrela do programa “Saturday Night Live”. Protagonizando esquetes que zombavam dela mesma, Gaga mostrou toda a sua versatilidade no show e conseguiu a maior audiência do programa comandado por uma artista feminina em 2013. A participação de Gaga rendeu uma das melhores performances de “Gypsy”, aquele hino desperdiçado:
 

6 – Lady Gaga retoma a divulgação do álbum

Depois de cancelar a divulgação do videoclipe de “DWUW” e entrar em depressão devido aos desentendimentos com a gravadora e o empresário, Gaga ficou de dezembro até março sem lançar nada sobre “ARTPOP”. Com um sentimento de abandono, os fãs lamentavam o fim precoce da era que mal começara. Até que Gaga anuncia uma apresentação no programa do Jimmy Fallon. Então as especulações começaram. Até então Gaga estava gravando um vídeo misterioso e as apostas eram para “Venus” ou “G.U.Y”. Quando apresentou a canção que dá nome ao álbum, Gaga de certa forma frustrou alguns fãs, mas mandou o seu recado: estava renascendo e seu “ARTPOP” poderia significar qualquer coisa. Uma das melhores apresentações da artista nesta era.
 

7- O lançamento de G.U.Y

Depois de voltar à realidade, Gaga deu segmento a divulgação de seu álbum. Mantendo mistério até o último segundo, Lady Gaga lançou um curta sobre a era “ARTPOP”. Usando três músicas no vídeo, a cantora entregou aos fãs uma verdadeira obra prima: um clipe com roteiro, direção e conceito impecável. Uma pena não ter emplacado nas paradas, pois a música merecia maior reconhecimento.



Extra

Não podemos esquecer a icônica performance de Lady Gaga no SXSW Festival, que soou como um grande desabafo frente às cobranças da mídia. Tomada por um sentimento de revolta, Lady Gaga canalizou toda sua fúria em uma apresentação energética, chamando a atenção do mundo ao ser vomitada por uma artista inglesa durante a canção "Swine". "Fuck You, Pop Music!"



Com o encerramento da turnê vem a certeza de que a era “ARTPOP” chegou mesmo ao fim sem ter o seu proveito total. A mídia não perdoou Gaga e foi cruel com seu material. As brigas internas e o planejamento errado da divulgação comprometeram o desempenho do álbum, deixando os fãs órfãos de verdadeiros hits. Talvez seja isso “ARTPOP”: um álbum para se ouvir sem pretensões, com intenção apenas de não ter obrigação de ser levado a sério, daí pode-se enxergar sua genialidade.

E pra você, qual o melhor momento desta era?
1 ano de "ARTPOP". Relembre os melhores momentos da era 1 ano de "ARTPOP". Relembre os melhores momentos da era Reviewed by Pedro Santos on terça-feira, novembro 11, 2014 Rating: 5